quinta-feira, 10 de março de 2016

Conselho de Desenvolvimento aprova recursos para desenvolver cafeicultura em Rondônia com foco na melhoria da qualidade

Conselho de Desenvolvimento aprova recursos para

 desenvolver cafeicultura em Rondônia com foco na melhoria da qualidade

CAFÉ_17-02_FOTO PAULO SÉRGIO (1)
Membros do Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia (Conder), presidido pelo governador Confúcio Moura, discutiram na tarde desta terça-feira (8), na 49ª reunião ordinária do colegiado, pauta com 16 itens de interesse da economia estadual, entre eles concessão de incentivos tributários, calendário de feiras e eventos, alteração em resoluções, projetos e doação de áreas no distrito industrial de Porto Velho.
Formando por 12 membros efetivos e três convidados, o Conder aprovou projeto apresentado pelo Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RO) que promove o desenvolvimento da cafeicultura com foco na melhoria da qualidade, produtividade e gestão da atividade cafeeira.
No valor de R$ 1,5 milhão, o projeto será financiado com recursos do Sebrae/RO (62%); governo do Estado, por meio do Conder (25%) e Secretaria de Estado da Agricultura (12%). “Esse projeto se alia com a estratégia de governo de apoiar as principais cadeias produtivas de Rondônia, e o café, para o Sebrae, é uma das linhas de prioridade”, disse Desostenes Marcos Nascimento, que apresentou em nome da instituição a proposta.
Segundo ele, Rondônia tem potencial para ampliar a produção e qualidade do café. Hoje são 88,4 mil hectares de plantio e 22 mil produtores envolvidos, colocando o estado em 5º lugar na produção nacional e 2º lugar na produção da espécie conilon. “Mas poderíamos ter cafeicultores especializados em muito maior número do que temos hoje, e isso não aconteceu porque ao longo do tempo não se investiu numa política de qualidade e inovação tecnológica no tratamento da matéria primeira e insumos”, disse Nascimento.
O projeto envolverá sete municípios localizados no leste de Rondônia, responsáveis por mais de 60% da produção cafeeira. Serão treinados 300 produtores rurais diretamente e outros 900 indiretamente. O café é componente importante da arrecadação estadual, e os números são crescentes – em 2013 foram arrecadados R$ 31,48 milhões; em 2014 R$ 40,25 milhões e em 2015, R$ 44, 97 milhões.
O secretário George Braga (Planejamento) disse que o projeto realimenta a arrecadação, a geração de emprego e renda, e o condão do Conder é oferecer apoio financeiro para o desenvolvimento. O representante da Federação da Agricultura e Pecuária de Rondônia (Faperon), Wilson Dias, disse que a entidade poderá oferecer treinamentos ao cafeicultor.MEIO AMBIENTE
O governador Confúcio Moura saudou os novos integrantes do Conder, entre eles Amauri Aguiar, do Banco do Brasil, e Valdemar Camata Jr., dirigente do Sebrae/RO, e pediu para que na próxima reunião Camata apresente sugestão sobre maneira de incluir o componente ambiental entre critérios para aprovar projetos e investimentos.
“Ao investir em projetos de desenvolvimento, no apoio a uma empresa, vamos procurar saber se ela destina recurso para preservação, para iniciativa de sustentabilidade. O mundo já está lutando contra o aquecimento global, e entendo que não podemos financiar empresas que não tenham compromisso ambiental não apenas com Rondônia mas com o mundo”, registrou o governador, sublinhando ter sido o próprio Camata, em conversa anterior, que sugeriu a inclusão do tema.
RONDÔNIA RURAL SHOW
O investimento de R$ 250 mil para montagem do Espaço Empresarial da 5ª Rondônia Rural Show, em Ji-Paraná, também foi aprovado. O evento se realizará de 25 a 28 de maio, e já tem confirmada participação de investidores da Bolívia, Peru e África. O secretário-executivo do Conder, superintendente de Desenvolvimento Basílio Leandro Oliveira, disse que o Espaço Empresarial é uma exigência para atender bem visitantes e investidores, e será construído com licitação direta da Suder.
Antes dessa data, o governador Confúcio Moura apresentará na sede da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) em Brasília, para representantes de embaixadas, uma exposição sobre potencialidades de Rondônia e sobre o evento, que no ano passado, segundo o secretário Evandro Padovani (Agricultura), gerou R$ 621 milhões em negócios.
O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), Marcelo Thomé, fez a defesa do Plano de Desenvolvimento Logístico e Industrial para o Estado de Rondônia, um investimento de pouco mais de R$ 3 milhões, mas o conselheiro Wagner de Freitas, secretário de Finanças, pediu vistas com o objetivo de conhecer melhor a proposta.
Diante do pedido de Thomé para que uma proposta anteriormente recusada pelo colegiado fosse levada ao exame da Procuradoria Geral do Estado, o secretário-executivo Basílio Leandro disse que as propostas em pauta passaram a ter  parecer do órgão, quando necessário,  antes da reunião do Conselho para evitar “constrangimento” ao governador no caso de, aprovadas, ser depois questionada a legalidade.
MEMBROS
Integram ainda o Conder Wilson Alves Filho (CEF), Edmar Bernaldino (Banco da Amazonia) e Francisco Hidalgo (Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia). Participaram da reunião os conselheiros convidados deputado Aelcio da TV, representando a Assembleia Legislativa e o secretário-adjunto de Desenvolvimento Ambiental Francisco de Sales. O secretário-chefe da Casa Civil Emerson Castro esteve presente.

Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Secom - Governo de Rondônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário